1/1

NOSSA CULTURA - OS LAMBE SUJOS

POR ANDREA GUIDO

"A fotografia é essencial para mim, uma paixão e uma realização! Então quando aparece uma oportunidade para registrar um lugar, pessoas, festejos culturais estou dentro! E assim foi que surgiu, através da Escola Criattiva, a chance de conhecer a cidade de Laranjeiras em Sergipe e ver de perto essa festa tão forte e popular conhecida como LAMBE SUJOS X CABOCLINHOS - nesse ensaio estão retratados apenas os lambe sujos e o feitor.
Essa festa acontece uma vez por ano, sempre no segundo domingo de outubro, nela nós temos os LAMBE SUJOS – negros e o CABOCLINHOS – índios! Os Lambe Sujos (representados nesse ensaio), seguem pelas ruas da cidade desde as 4 da manhã (Alvorada), com suas peles pintadas de tinta preta e melaço, gorro e roupa vermelha, já os Caboclinhos pintam-se de tinta vermelha e usam cocares de penas e lanças.
Reza a história, que os caboclinhos eram contratados pelos donos de engenhos para capturar os “negros fujões” que ansiavam por liberdade! Um personagem que causa certo medo é o Feitor, que com um chicote na mão dava chibatadas em quem o desafiasse ou naquelas que se por um descuido não notava a chegada dele! Porém, se não fosse a presença “dele”, na minha opinião a festa não teria o mesmo sentido, é ele quem lembra o sofrimento dos escravos, é ele quem provoca o medo e a dor que os negros sentiam. Enfim, é uma festa linda, com um enredo maravilhoso e representa o nosso passado. Apesar dos Caboclinhos vencerem no final, percebi que a presença dos Lambe Sujos é bem maior, talvez pelo fato da nossa raiz africana ser muito forte e nossa dívida histórica ser impagável. Já ia esquecendo, a cidade é linda e merece ser visitada mesmo sem ser no período da festa."